← Social Media

Globo explica saída do Facebook

Lida 3263 vezes

Offline

tyfuzz 
Membro
Mensagens 123 Gostos 0
Troféus totais: 17
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts 10 Posts First Post

Globo explica saída do Facebook

Juarez Queiroz, CEO do Globo.com, detalha os motivos que levaram a Globo a abandonar o Facebook como plataforma para distribuição de conteúdo

Por TERESA LEVIN (meio&mensagem - 08 de Maio de 2013 • 16:55)


A decisão das Organizações Globo em retirar o conteúdo do Facebook, na primeira semana de abril, foi provocada por razões editoriais e comerciais, afirma Juarez Queiroz, CEO da Globo.com. De acordo com Queiroz, o tráfego com origem na rede social não tão significativo que impedisse a decisão.

“O Facebook não é importante na distribuição da Globo. Representa menos de 2% na média, em alguns produtos menos de 1%”, afirma. Para o executivo, os meios de interação dos usuários com o conteúdo variam e nem sempre o resultado das ações dos veículos do grupo no Facebook eram satisfatórios.


Para explicar a decisão, o grupo baseou-se na observação de que nem tudo que os veículos publicam chega ao news feed dos usuários e que esta “edição” feita pelo Facebook, fora do controle da Globo, não era positiva do ponto de vista editorial. “São dois ambientes distintos: o news feed e a página de usuário. O comportamento das pessoas é de uma superutilização do news feed. Da mesma forma, elas não vão às fanpages, consomem o que foi publicado nelas à medida que aquilo vai saindo em seu news feed. E não necessariamente tudo que foi publicado na fanpage sai ali. Há uma edição, por meio de um algoritmo do Facebook, que faz a seleção do que vai para sua página”, descreve.
Comercialmente, o fato de que o Facebook permite que anunciantes utilizem sistemas de filtro que chegam até a grupos de usuários fãs de determinadas marcas pesou, já que, para Queiroz, isso torna o público dos produtos das Organizações Globo disponível para outros veículos e para anunciantes que possam atingir o target da Globo via rede social.

“Quando você quer fazer uma ação comercial no Facebook, tem uma página desenhada especificamente para isso. Nela o anunciante diz, por exemplo, que quer mandar uma publicidade para jovens, do sexo masculino, e pode classificar por interesses que são filtros, segmentados pelas fanpages.

Com isso, meu concorrente pode mandar uma comunicação para minha base”, detalha Queiroz. “Aquilo que construímos com cuidado e mantemos protegido torna-se público. Mais ainda: uma empresa que não fez uma fanpage, não construiu uma base grande de fãs, pode entrar lá e mandar uma publicidade para o meu público”.

Queiroz não acredita que seja possível negociar políticas específicas de relacionamento do Facebook com as Organizações Globo, já que a rede social tem políticas globais. “A flexibilização local é limitada. É complicado ser de um jeito no país A e de outro no B ou C. Não acredito que isso tudo implique que eles repensem sua política comercial ou modelo”, afirma.


Leiam o artigo original e os comentários aqui:
 http://www.meioemensagem.com.br/home/midia/noticias/2013/05/08/Globo-explica-saida-do-Facebook.html
Offline

bayoo 
Membro
Mensagens 408 Gostos 75
Troféus totais: 24
Trófeus: (Ver todos)
Eighth year Anniversary Search Level 5 Seventh year Anniversary Windows User Super Combination Combination Topic Starter Level 4 Level 3

Certamente são os primeiros de muitos...
Offline

tyfuzz 
Membro
Mensagens 123 Gostos 0
Troféus totais: 17
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts 10 Posts First Post

Sem dúvida um caso para seguir de perto... Se uma grupo tão grande toma um passo destes, certamente não terá sido porque alguém por lá acordou para o lado errado naquele dia...


Aliás, a surpresa surgiu assim há precisamente um mês atrás:

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Globo tira links do Facebook

Nova diretriz das Organizações Globo proibiu a publicação de links das matérias nos perfis oficiais das revistas, jornais e portais do grupo na rede social de Mark Zuckerberg

(por NATHALIE URSINI| - 10 de Abril de 2013)

Um e-mail assinado pela direção das Organizações Globo comunicou a todos os funcionários que está estritamente proibida a divulgação dos links das matérias nos canais oficiais dos veículos da Globo no Facebook. Desde a segunda-feira 8, as plataformas das revistas da Editora Globo, do jornal O Globo e do G1 adotaram a medida. Os produtos da TV Globo, no entanto, continuam postando seus links.

A ordem é que os canais orientem os internautas a acessar o portal do produto para ler a notícia. Como no caso abaixo:


(post da revista Época sem links no Facebook)
 
Mesmo sem o consenso dos profissionais (muitos não acreditam na estratégia), os posts devem induzir os internautas a entrar no próprio site daquele veículo, seja jornal ou revista, para conferir a matéria. Segundo informações, após um estudo e uma análise detalhada foi detectado que os perfis no Facebook são o principal motivo pela queda de audiência das plataformas digitais da Globo, como a Globo.com, o G1 e os sites das revistas da Editora Globo.

O estudo apontou que os internautas estão utilizando o Facebook como um RSS de notícias, ou seja, os usuários leem a chamada, mas não clicam no link. Com isso, a expectativa é de que a medida volte a gerar tráfego direto para os portais.

A iniciativa de não colocar os links irritou muitos seguidores que passaram a cobrar por ele nos comentário e até discutir. A leitora Fernanda Anhaia Mello publicou: “Ficou sem graça isso aqui... as imagens são todas iguais... ficou chato... cade notícia e link?”.

Mas assim como outros milhares de usuários, Fernanda ficou sem respostas por parte da Globo, que não esclareceu aos internautas a mudança. Procurada pela reportagem, a Comunicação da Globo emitiu a seguinte posição: “Não estamos saindo do Facebook. Nem de nenhuma outra rede social. Só que permanentemente revemos a melhor forma de estar nestas plataformas”.

Vale lembrar que as mudanças são apenas no Facebook. Twitter e GooglePlus continuam da mesma forma.

G1 se justifica
Na noite de quarta-feira, 10, o G1 procurou a reportagem de Meio & Mensagem para negar que sua audiência esteja diminuindo. Segundo o portal, em janeiro deste ano o G1 atingiu um de seus melhores resultados: 18,2 milhões de usuários únicos. Ainda segundo a nota enviada à reportagem, no mês de março o portal alcançou a marca de 19 milhões de usuários únicos. O comunicado ainda frisa que, "nos últimos três anos, o G1 cresce de forma exponencial e regular."


Artigo original e comentários:
 http://www.meioemensagem.com.br/home/midia/noticias/2013/04/10/Globo-tira-links-do-Facebook.html

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Offline

bayoo 
Membro
Mensagens 408 Gostos 75
Troféus totais: 24
Trófeus: (Ver todos)
Eighth year Anniversary Search Level 5 Seventh year Anniversary Windows User Super Combination Combination Topic Starter Level 4 Level 3

O facebook está a enveredar por mal caminho, muitas limitações implicam descontentamento e estou certo que mais empresas vão fazer o mesmo que a globo.
Se deixarem de falar no facebook na tv, nos jornais, na radio e revistas, o facebook perderá um bom volume de tráfego. Seguem-se mais repercussões sendo obvio.
Offline

Jose Augusto 
Membro
Mensagens 434 Gostos 0
Feedback +3

Troféus totais: 25
Trófeus: (Ver todos)
Windows User Super Combination Combination Topic Starter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts

Offline

Luizi 
Membro
Mensagens 522 Gostos 2
Feedback +3

Troféus totais: 26
Trófeus: (Ver todos)
Apple User Mobile User Windows User Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2

O facebook está a enveredar por mal caminho, muitas limitações implicam descontentamento e estou certo que mais empresas vão fazer o mesmo que a globo.
Se deixarem de falar no facebook na tv, nos jornais, na radio e revistas, o facebook perderá um bom volume de tráfego. Seguem-se mais repercussões sendo obvio.
Mas é necessário existir um "porto de abrigo" para os "corajosos" que saem do Facebook.
E não me venham com a conversa que o Google+ é uma alternativa viável (pelo menos, nao como ele está agora)...
Offline

Nuno77 
Membro
Mensagens 210 Gostos 3
Feedback +4

Troféus totais: 27
Trófeus: (Ver todos)
Level 5 Tenth year Anniversary Nineth year Anniversary Apple User Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3

O widget para partilhar no Facebook ainda está em cada notícia...

Se forem espertos não o retiram

Deixam somente de alimentar as páginas, com o alcance das páginas cada vez mais diminuto, eu diria que estão no bom caminho.
Offline

raugusto 
Elite
Mensagens 3145 Gostos 33
Feedback +13

Troféus totais: 31
Trófeus: (Ver todos)
Level 6 Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2

gostei de ver esta atitude...
Offline

NITROFOX 
Membro
Mensagens 483 Gostos 1
Feedback +11

Troféus totais: 23
Trófeus: (Ver todos)
Apple User Windows User Super Combination Combination Topic Starter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts

Só quem viveu no Brasil ou é brasileiro, sabe o verdadeiro motivo por de trás disto, a culpa é da Globo e não do Facebook, na verdade ela quer se impor como sempre e controlar a nação brasileira, é a rede de televisão mais manipuladora e corrupta do país.
Offline

tyfuzz 
Membro
Mensagens 123 Gostos 0
Troféus totais: 17
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts 10 Posts First Post

Só quem viveu no Brasil ou é brasileiro, sabe o verdadeiro motivo por de trás disto, a culpa é da Globo e não do Facebook, na verdade ela quer se impor como sempre e controlar a nação brasileira, é a rede de televisão mais manipuladora e corrupta do país.
Nitrofox, esse é um comentário deveras 'picante', eheh...

A meu ver, acredito que há aqui uma tremenda jogada pelo controlo do tráfego, disso não haja a mínima dúvida, mas não é uma jogada de sorte ou de axar... A meu ver há muito estudo por trás desta decisão... (e muito mais há de estar para vir a público!)

O que acho sinceramente interessante aqui é o facto do grupo Globo (atenção que não é apenas o canal de TV!) por ser um grupo tão grande, poder vir a ser uma referência a médio prazo sobre o que será realmente o futuro da internet como a conheciamos até aqui (falo especificamente da web, pois creio que todos por aqui são unânimes em concordar que o Facebook veio 'chocalhar' a web de forma marcante, certo?)

A seguir com os olhos e os ouvidos bem abertos...
Offline

NITROFOX 
Membro
Mensagens 483 Gostos 1
Feedback +11

Troféus totais: 23
Trófeus: (Ver todos)
Apple User Windows User Super Combination Combination Topic Starter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts

A questão é que a Globo não aguenta com a democracia que se vive nas redes sociais, é só isso.
Offline

tyfuzz 
Membro
Mensagens 123 Gostos 0
Troféus totais: 17
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts 10 Posts First Post

A questão é que a Globo não aguenta com a democracia que se vive nas redes sociais, é só isso.
Eu também tenho a minha ideia 'luciferiana' em relação ao canal de TV da rede Globo, mas colocando as emoções de parte, acredito que o que se está a passar é o resultado de dois agentes com peso bastante considerável a demonstrar o que é economia de mercado e como fazer para tentar inverter tendencias menos propícias...

Não torço por nenhum em particular, mas como investidor na web que sou, confesso que gostaria de ver a internet menos dependente do Facebook...