←  E-commerce

Dropshipping fora UE

Lida 2959 vezes

Offline

fourallabout 
Membro
Mensagens 5 Gostos 0
Troféus totais: 14
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Level 3 Level 2 Level 1 First Post Karma Sixth year Anniversary Fifth year Anniversary

Peço desculpa por abrir mais um tópico sobre este assunto, mas não encontrei resposta às minhas questões nos existentes.

Quando se faz dropshipping de produtos de fora da UE (isto é se tal for possível), como funcionam as taxas aduaneiras, dado que a encomenda vai directamente para o cliente final?

Como se faz a facturação nestes casos? Sei que temos que juntar a factura do fornecedor, mas nós facturamos o lucro/comissão ou facturamos o produto com a nossa comissão?

 :obrigado:
Offline

Pereira 
Membro
Mensagens 71 Gostos 0
Troféus totais: 21
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 50 Posts 10 Posts

Podes tu assumir as taxas aduaneiras ou dás a indicação ao teu cliente que o produto é expedido de fora da comunidade Europeia e que as taxas aduaneiras (caso existam) ficam ao encargo do mesmo.

Na questão facturação, deverás sempre facturar o valor total recebido por ti.

Cumprimentos,
Offline

Jóni Oliveira 
Administrador
Mensagens 3427 Gostos 391
Feedback +28

Troféus totais: 35
Trófeus: (Ver todos)
Tenth year Anniversary Nineth year Anniversary Mobile User Apple User Level 6 Windows User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes

Se és só intermediário e se vais juntar a tua factura à do fornecedor, cobras/facturas só a tua comissão.
Offline

Pereira 
Membro
Mensagens 71 Gostos 0
Troféus totais: 21
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 50 Posts 10 Posts

Joni,
Não quero dizer que estás errado, pois corro o risco de na realidade ser eu que estou.

A venda funcionará como uma venda normal mesmo dentro do nosso país.

Se tu compras artigos aos teus fornecedores, sejam eles nacionais ou não, juntas a factura para te descontarem as despesas, no entanto tens de facturar o valor total que recebes-te do teu cliente, ou seja valor do artigo + valor da tua comissão.

Da mesma forma que se compras em Portugal, compras ao teu fornecedor para depois revender e juntas a factura do teu fornecedor para te descontarem como despesas pagando tu apenas impostos sob o valor de lucros.

Basicamente é exactamente a mesma coisa que ires buscar ao fornecedor e depois entregares ao teu cliente, a diferença é que o fornecedor faz esse trabalho por ti e não tens de armazenar stock etc etc etc ;)


Julgo que a tua ideia seja como vendedor comissionista, no entanto nesse caso a factura do valor total é passada pelo fornecedor e depois o mesmo paga-te as comissões...tu por tua vez passas factura do valor total de comissões ao fornecedor(quem te pagou as mesmas) e passas como serviço prestado, não como venda.
Offline

Jóni Oliveira 
Administrador
Mensagens 3427 Gostos 391
Feedback +28

Troféus totais: 35
Trófeus: (Ver todos)
Tenth year Anniversary Nineth year Anniversary Mobile User Apple User Level 6 Windows User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes

Segundo me explicou um contabilista existem 2 formas de vendas.
A da comissão (faltou referir quem definia a comissão, se era eu se era o fornecedor), aqui a factura tinha de ir acompanhada pela do fornecedor.

Depois existe a venda a retalho, aqui o comerciante pode fazer stock (deixa de ser dropshipping), mas neste caso a venda processa-se de forma diferente, já não há isenção de iva, e o valor deve da comissão e do produto deve ir na mesma factura sem distinção - como a venda de qualquer produto numa loja.


Edit:
Tu não chegas a comprar o produto, no meu caso e pelo que o contabilista me deu a entender, eu faço um serviço e não vendo um produto.
O que eu faço, é receber dinheiro de alguém para efectuar uma encomenda via internet/telefone noutro país e é isto que eu vou cobrar. Até porque as lojas/fornecedores com quem eu trabalho também vendem para cliente final. Sou um mero intermediário que faço o pagamento pelo cliente a uma loja
Offline

Pereira 
Membro
Mensagens 71 Gostos 0
Troféus totais: 21
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 50 Posts 10 Posts

Mas então nesse caso, terias de entregar a factura original do teu fornecedor ao cliente final...coisa que não acontece na realidade.
Correcto?

Então se não entregas a factura do teu fornecedor ao teu cliente final, deverás sempre passar-lhe uma factura do valor por ti recebido dele, ou seja segundo a tua ideia recebes 100€ do teu cliente e dás-lhe uma factura de 20€ correspondente ao teu lucro.

Se tiveres contabilidade organizada, consegues meter como despesas as facturas dos teus fornecedores.

A questão de isenção de IVA é completamente diferente do que referes.
Se o teu fornecedor estiver na comunidade Europeia e e tu não estiveres numa situação de isenção de IVA e apenas caso o artigo que estás a adquirir for para fins comerciais(não consumo), poderás não pagar IVA ao teu fornecedor, no entanto terás de o pagar cá ao vender ao teu cliente.

No caso de compras fora da comunidade Europeia, pagas IVA lá e IVA cá.

Continuo a dizer que não sei se é ou não assim, mas é o que me faz sentido...
Caso contrário, se fores ilegível para IVA e compravas um artigo algures por 100€, descontavas o valor de IVA e vendias por 130€ mas só facturavas a diferença pagando apenas o valor correspondente de IVA.


Na realidade tu compras o produto como em qualquer fornecedor, o teu fornecedor é que te disponibiliza o serviço de dropshipping...pago ou gratuitamente.