← Conversa Geral

O Futuro das revistas gratuitas será este?

Lida 1963 vezes

Offline

unon 
Membro
Mensagens 175 Gostos 0
Feedback +8

Troféus totais: 20
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts

Boas

Hoje descobri algo inovador em que a TMN está a apostar: uma revista gratuita interactiva. Chama-se  Guestlist Tmn e é uma das novas apostas da TMN em parceria com a Goody, sendo que a ultima foi uma rádio em parceria com a Renascença.



Esta é a 1º edição:


Link: http://www.guestlist.tmn.pt


É inovador ver uma revista do género mas, será que este tipo de revistas irá substituir as actuais?

Offline

euluism 
Membro
Mensagens 975 Gostos 0
Feedback +4

Troféus totais: 26
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 500 Posts

Um script que faz isso é ve-se muito pela net é o pageflip http://page-flip.com já saiu a uns anos.

Não irá substituir como é obvio uma revista tradicional... É um gadget online bom para ipad  ;)
Offline

alopes 
Membro
Mensagens 373 Gostos 8
Feedback -1

Troféus totais: 22
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts 10 Posts

Interessante a revista, que usa um conceito similar ao da GQ, mas que não coloca modelos na capa e tenta vender produtos TMN. Para a primeira edição conseguiram bastantes marcas interessadas em publicidade.
Offline

max88 
Membro
Mensagens 248 Gostos 0
Feedback +3

Troféus totais: 21
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts

Muito interessante este novo conceito de revistas. Também penso que seja o futuro, mas mais virado para ipads, e tudo o que seja suporte electrónico.
A revista tradicional não deverá ser substituída assim tão brevemente...   :-P
Offline

jribeiro 
Membro
Mensagens 21 Gostos 0
Troféus totais: 14
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Level 3 Level 2 Level 1 10 Posts First Post Karma Sixth year Anniversary Fifth year Anniversary

Sou aluno de 12º ano e como projecto escolar fiz uma revista do género recorrendo ao www.issuu.com e a conclusão que tiro é simples. Este tipo de revista é bom mas para só funciona com notícias simples e textos pequenos, este formato pede muito mais imagens. Isto porque é complicado ler em pc, pelo menos para grande parte das pessoas, torna-se cansativo para os olhos.

Quanto aos formatos para iPad, é um pouco diferente visto que é uma plataforma própria para este tipo de aplicações c formas e luzes estudados!
Offline

Luizi 
Membro
Mensagens 522 Gostos 2
Feedback +3

Troféus totais: 26
Trófeus: (Ver todos)
Apple User Mobile User Windows User Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2

É Inovador para as Edições da TMN, mas esse sistema já chegou a Portugal faz algum tempo. Conheço até, revistas pagas e outras gratuitas nacionais que só utilizam esse mesmo sistema.

É como tudo, já existe Jornais Diários Virtuais, mas nunca irá substituir o verdadeiro papel e o cheiro da impressão. São coisas, mesmo com a grande evolução, nunca irão acabar...
Offline

cpdesign 
Membro
Mensagens 235 Gostos 0
Troféus totais: 21
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts

Aqui na zona norte quase todos os municipios, museus e salas espectáculos/centros culturais publicam os seus boletins culturais em sistemas desse género.

Quanto à analise do JRibeiro acerca do conforto de leitura concordo plenamente, quase todas as pessoas que têm um e-book acabam por imprimi-lo em parte ou na integra (a não ser que tenha um tablet).

No que diz respeito à funcionalidade, depende das plataformas que se usam, existem as gratuitas e genéricas e há as feitas à medida (como da da revista wired)e muitas vezes são adaptadas/programadas número-a-número, porque não se trata de ter texto com imagens e um page-flip, há a interactividade, as fotos 360, a realidade aumentada, os vídeos a música, os questionários, a ligação a outras plataformas na web, possivelmente redes sociais.