← Conversa Geral

O futuro da Internet

Lida 22888 vezes

Offline

Carlos Costa 
Membro
Mensagens 1464 Gostos 10
Troféus totais: 28
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 1000 Posts

Não acham que é necessário alterar o capitalismo selvagem que atualmente reina na Internet para um capitalismo consciente? Refiro-me a criar sites que sirvam para melhorar as comunidades, o ser humano e sua moral e ética no século XXI? Sites como a Wikipédia, mas direccionados para o ser humano, tomando em conta as suas emoções, e não somente para o racionalismo totalitário?
Offline

designi1 
Membro
Mensagens 27 Gostos 0
Troféus totais: 20
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 10 Posts First Post Signature

falas de poesia. porno? onde as pessoas se emocionam a ver aquilo!? Posso não estar a entender bem a questão. Queres que haja mais conteudos de filosofia... A verdade é que existe muita gente a explorar e ganhar a vida com a internet - que deve ser livre... assim como andar na rua... mas tens sempre uma arrumador de rua a cravar uns trocos ou até mesmo um mendido, ou ate o peditorio para a nossa senhora das aparições.

Futuro da Internet é engordar. Mais conteúdos, mais conteúdos em que a filtragem dos mesmos é feita com relação na procura.
Offline

Carlos Gandra 
Administrador
Mensagens 3082 Gostos 97
Feedback +1

Troféus totais: 34
Trófeus: (Ver todos)
Level 6 Super Combination Combination Topic Starter 50 Poll Votes 10 Poll Votes Poll Voter Poll Starter Level 5 Level 4

Não acham que é necessário alterar o capitalismo selvagem que atualmente reina na Internet para um capitalismo consciente? Refiro-me a criar sites que sirvam para melhorar as comunidades, o ser humano e sua moral e ética no século XXI? Sites como a Wikipédia, mas direccionados para o ser humano, tomando em conta as suas emoções, e não somente para o racionalismo totalitário?

Faz a tua parte ;) Antes de tentares mudar o mundo, dá 3 voltas à tua casa.
Offline

Cacofb 
Elite
Mensagens 1035 Gostos 3
Troféus totais: 34
Trófeus: (Ver todos)
Level 6 Tenth year Anniversary Linux User Mobile User Apple User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter

Sites para o capitalismo?

Isto é uma área como outra qualquer, ninguém trabalha de graça. Uma coisa são blogues, outra coisa são sites que praticam serviços, divulgam informação, etc.

Os sites que tenho visto serem criados são todos orientados para ajudar as comunidades, melhorar a qualidade de vida e por ai fora.

Se tu trabalhas com nichos pouco comerciais, são gostos.
Se algum dia quiseres ganhar dinheiro online, vais ter de mudar de nicho!
Claro que isto não impede de continuares com projectos pessoais, hobbies, etc

Tens de saber separar os hobbies do trabalho profissional.
Para quem consegue juntar os dois, é um felizardo!
Offline

betanalista 
Membro
Mensagens 2564 Gostos 0
Feedback +18

Troféus totais: 26
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2 Level 1

Como ias pagar as contas com isso?

Mas sim há muita coisa que devia ser mudada na internet.
Offline

Emanuel Santos 
Elite
Mensagens 848 Gostos 2
Feedback +25

Troféus totais: 25
Trófeus: (Ver todos)
Windows User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1

Não percebo porque associas a internet ao capitalismo selvagem, eu vejo mais este meio como uma grande oportunidade de exercer a liberdade e aprender sem ser ensinado.

Regulações, ordens, impostos, monopólios legalizados, anos de educação sem retorno monetário.. isso sim é selvagem. Mas inadvertidamente vai sempre aparecer alguém com a mesma mentalidade que tu, a dizer que não é ético nem moral, e a tentar coagir os outros a viver à tua forma. Infelizmente a nossa sociedade funciona muito à base disso e poucos conseguem ver além disso. Uma charada de cumplicidades e hipocrisia.
Offline

Tiago 
Membro
Mensagens 209 Gostos 0
Troféus totais: 25
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts

Faz a tua parte ;) Antes de tentares mudar o mundo, dá 3 voltas à tua casa.

Faço minhas as tuas palavras. Well said
Offline

cjseven 
Administrador
Mensagens 1810 Gostos 26
Feedback +3

Troféus totais: 28
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 1000 Posts

... eu vejo mais este meio como uma grande oportunidade de exercer a liberdade e aprender sem ser ensinado.
...
Regulações, ordens, impostos, monopólios legalizados, anos de educação sem retorno monetário.. isso sim é selvagem....

...Uma charada de cumplicidades e hipocrisia.

Love it!!!

@Carlos Costa,

Se não fosse o que provavelmente entendes por "capitalismo selvagem" a Internet hoje não existia.
Offline

asturmas 
Administrador
Mensagens 19734 Gostos 49
Feedback +2

Troféus totais: 39
Trófeus: (Ver todos)
Mobile User Windows User Super Combination Combination Topic Starter 100 Poll Votes 50 Poll Votes 10 Poll Votes Poll Voter Poll Starter

Capitalismo selvagem suponho que seja ganhar dinheiro com um site correcto?
Offline

Carlos Costa 
Membro
Mensagens 1464 Gostos 10
Troféus totais: 28
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 1000 Posts

Vocês não perceberam nada.  :superlol:

Não falo de Filosofia, mas sim de Economia. Também não digo para não procurarem o lucro, porque se fosse esse o caso não utilizaria a palavra capitalismo consciente.

Os economistas dizem que, no futuro, as empresas que só dirigem os seus esforços para o lucro (capitalismo selvagem) não vão ter sucesso. Por outro lado, as que dirigem os seus esforços para o lucro, mas também para a comunidade e para os indíviduos (capitalismo consciente) vão ter sucesso. Podemos extrapolar essas lições para os sites que são as "empresas" da Internet.

Atualmente parece que ainda utilizamos o modelo económico de Adam Smith, quando o modelo económico do matemático John Nash é que está certo: o melhor resultado surge não quando buscamos o melhor para nós, mas sim quando buscamos o melhor para nós e para o grupo!

O que eu proponho é que os novos sites, ao invés de buscarem apenas o lucro desenfreado, procurem o lucro e também melhorias para as comunidades e para o ser humano. A Internet só tem futuro se tomarmos em conta o ser humano como ser emocional. Se continuarmos a oferecer racionalismo radical a Internet vai-se afundar.
Offline

cjseven 
Administrador
Mensagens 1810 Gostos 26
Feedback +3

Troféus totais: 28
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 1000 Posts

Compreendo o que escreves mas até ver essa "treta" não passa de treta.

Adoro ver os conselhos de economistas contra a ideia das empresas procurarem unicamente o lucro e que devem ter responsabilidade social.

A responsabilidade social de uma empresa deve ser crescer, criar mais emprego, etc. Crescer é ter lucro.

Os Governos regulam, taxam e redistribuem os impostos cobrados para desenvolver as sociedades.

Cada macaco no seu galho e não vale a pena ir pelo caminho do capitalismo consciente. Isso não existe. Existe capitalismo e regulação desse capitalismo. Dizer o contrário, conhecendo a permeabilidade do ser humano, é mentir a nós próprios.

Esses teóricos que advogam o capitalismo consciente ou lá o que é, são os mesmos que recebem fortunas pelas aulas de gestão, economia e finanças em muitas universidades de topo. Esses cursos (MBAs por exemplo) têm preços exorbitantes (claro, sais de lá a perceber bem da coisa).

Pergunta:

Faz sentido advogar / ensinar os futuros gestores para praticarem "capitalismo / gestão consciente" e não procurarem unicamente o lucro, quando estes pagam fortunas para serem ensinados?

Resposta:

Faz :D se essa prática der uma vantagem competitiva aos gestores e der ainda mais lucro às suas empresas. :D

Porque será que muitas empresas participam em acções de solidariedade? Não me venham com o sentido solidário das empresas. Isso é treta. A empresa existe para ter lucro. A maior parte das participações em acções de solidariedade tem uma razão consciente ou inconsciente:

Lucro / ganhos / exposição através da publicidade gratuita / responsabilidade social camuflada.
Offline

Carlos Costa 
Membro
Mensagens 1464 Gostos 10
Troféus totais: 28
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 1000 Posts

Olha que daqui a umas décadas as empresas que só procuram o lucro vão sofrer na pele a sua política. Pensas que vai haver sempre tanto dinheiro disponível para o consumismo desenfreado? Os bancos vão reduzir cada vez mais os créditos e isso vai fazer com que cada vez mais empresas colapsem. Isso, por sua vez, aumenta o desemprego e diminui o consumismo. Isto é uma cobra a morder a cauda.

Menos lucro e mais consciência é sinónimo de estabilidade e confiança. Lucro desenfreado é sinónimo de colapso.
Offline

Jerson 
Elite
Mensagens 2401 Gostos 0
Troféus totais: 28
Trófeus: (Ver todos)
Windows User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2

A visão do Carlos não é assim tão utópica, a realidade é que existem empresas todos os dias a arruinarem-se precisamente graças ao capitalismo selvagem, um exemplo disso acontece em Portugal onde ainda se usam modelos de gestão do tempo da pedra e depois vê-se o que acontece.
Offline

ganha 
Membro
Mensagens 697 Gostos 0
Feedback +1

Troféus totais: 29
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2 Level 1

Não tenho duvidas que caso continuem neste sistema económico daqui a uns anos vamos estar todos na merda. As pessoas pouco a pouco vão entender que o que estamos a fazer não pode continuar, o problema é que quando isso acontecer vai se demasiado tarde.
Estamos no que se chama de recessão mas estamos assim há mais de 70 anos, e nunca vamos recuperar não existe como enquanto estamos a viver desta forma, os ricos vão ser cada vez mais ricos os pobres ainda mais pobres e a classe média vai desaparecer.
Estamos a viver num mundo onde por exemplo os USA tem uma economia baseada em armas e guerra e em enviar para a prisão pessoas,sendo estes os sectores que mais dinheiro da, enquanto isso acontece estamos bem f"#"#&.


O desemprego vai aumentar, não tenho duvidas, o tal emprego tecnológico vai aumentar de uma forma nunca antes vista. As pessoas vão apenas trabalhar no terceiro sector o de serviços e mesmo esse tem mostrado avanços tecnológicos muito avançados, já não são precisas pessoas para servir a mesa ou para receber pedidos. Impressoras 3D, maquinas que constroem casas sozinhas sem qualquer construtor necessário, ao mesmo tempo vão surgir novos sectores como já existe o 4, penso que é o sector de criações de aplicações de softwares.
Estamos a viver a custa de um sistema muito mau, temos recursos limitados para necessidades que cada vez são mais e maiores, para alem disso com o avanço tecnológico estamos a mandar para o lixo esse recursos, as coisas que são criadas hoje em dia são feitas para durar pouco tempo e para não poderem ser arranjadas, tens um problema numa componente no pc essa componente tem que ser substituída e muitas vezes outras também vão ter que ser, ou seja estamos a mandar o "velho" para o lixo que foi construído de recursos muito limitados. O petróleo vai ser cada vez mais escasso, nos países como USA estão  a gastar 6 barris de petróleo para encontrar um novo.

Podia estar aqui a escrever sobre este assunto durante horas pois estamos metidos em grandes problemas. Acredito também que haverá uma revolução nos próximos anos, não sei quando mas o povo não vai poder continuar a sofrer enquanto que os ricos são compensados.

Para não falar dos bancos que estão a criar dinheiro "falso", contrair créditos é inventar dinheiro que não existe. O dinheiro que os USA pagaram há uns anos aos bancos para os tais bail outs davam para reconstruir totalmente as energias ou seja davam para deixar de estar dependente do petroleo e viver apenas das energias renováveis, sol, agua, geotérmica.
 

Offline

Rogerio 
Elite
Mensagens 198 Gostos 0
Troféus totais: 25
Trófeus: (Ver todos)
Windows User Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Poll Starter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1

Adoro ver os conselhos de economistas contra a ideia das empresas procurarem unicamente o lucro e que devem ter responsabilidade social.

A responsabilidade social de uma empresa deve ser crescer, criar mais emprego, etc. Crescer é ter lucro.

Nao sei se é bem assim, o dinheiro (lucro) é apenas uma das primeiras necessidades das pessoas, mas não deve ser o objectivo de ninguem (não podemos esquecer que as empresas são geridas por pessoas) quem já estudou ou mesmo praticou um pouco de gestão sabe que chega um momento em que o dinheiro já não satisfaz, e por incrivel que pareça existem muitas pessoas que não trabalham pelo dinheiro.

Para dar um exemplo real (exemplo citado no livro Drive de Daniel Pink, que alias, é uma leitura que recomendo).

Ha cerca de pouco mais 10 anos, existiam dois modelos de negocios (pode se dizer concorrentes), com a diferença dos objetivos, um era o lucro o outro não.

O primeiro projeto, com objectivo de lucro foi criado por uma grande empresa, que criou um departamento, com ferramentas de última geração e contratou excelentes profissionais com optimos salários para criar e desenvolver o produto, apenas com o objetivo de obter grandes lucros.

O segundo projeto, muito mais modesto, não tinha recursos para contratar profissionais e contava apenas com a colaboração voluntária de pessoas cujo único objectivo era ajudar, sem receber nada em troca.

A questão é, qual dos dois projetos teve sucesso?

O primeiro projeto foi o MSN Encarta da Microsoft, que já não existe (http://bits.blogs.nytimes.com/2009/03/30/microsoft-encarta-dies-after-long-battle-with-wikipedia/
), o segundo é obviamente, a wikipedia...

Citar
o dinheiro é a coisa mais inútil do mundo; não estou interessado nele, mas sim no que posso fazer pelo mundo com ele
Henry Ford