← Social Media

INPI paga 20mil euros para estar no Twitter

Lida 3152 vezes

Offline

Stromberg 
Membro
Mensagens 621 Gostos 0
Feedback -1

Troféus totais: 23
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 500 Posts 100 Posts

Contrato: Instituto Nacional da Propriedade Intelectual paga por página em rede social
20 mil euros para estar no Twitter

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), organismo público, pagou ao ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa 20 400 euros para estar no Twitter. Esta rede social é gratuita e permite aos utilizadores enviar e receber actualizações pessoais de outros contactos.

O Twitter tornou-se uma ferramenta usada por empresas, como meio de publicitação das suas marcas, e por particulares, sendo que o acesso é fácil e gratuito. Porém, não permite uma informação clara e completa, uma vez que limita as mensagens a 140 caracteres, à semelhança de uma SMS. Estima-se que, no Mundo, mais de 20 milhões de pessoas já utilizem o Twitter.

A adjudicação ao ISCTE foi feita pelo INPI em Outubro deste ano e no site do Governo, na contratação pública, lê-se, de forma extensa, qual o objecto do contrato: "Desenvolvimento de uma ferramenta de comunicação on-line dinâmica e interactiva no âmbito das principais ferramentas da Web 2.0, destinada à comunidade Instituto Nacional da Propriedade Industrial/Sistema de Inovação, optando por um sistema de microblogging, denominado Twitter".

Fonte ligada ao INPI justificou a entrada na rede Twitter com a necessidade de dar a conhecer o instituto e facilitar a comunicação entre parceiros, mas não soube justificar a necessidade de contratar o serviço ao ISCTE e o que implicava os 20 400 euros da adjudicação.

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/economia/20-mil-euros-para-estar-no-twitter
Offline

raugusto 
Elite
Mensagens 3145 Gostos 33
Feedback +13

Troféus totais: 31
Trófeus: (Ver todos)
Level 6 Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2

O problema está mesmo nessa justificação. O valor poderá ser alto ou baixo consoante o serviço prestado.

Porque é que muitas empresas não entraram logo no twitter e facebook?

R: porque isso representa muitos riscos e se a "coisa" não for bem feita, é muito pior o resultado final. Normalmente é preciso saber como será essa presença, como se comunicam as coisas, como se respondem aos comentários e como se gere a crise e os maus comentários. Por isso, sem a justificação....é como o site visitazores que aqui se falou...


Ja agora alguem sabe os endereºço do twitter da referida conta?
Offline

Rpinto 
Membro
Mensagens 49 Gostos 0
Troféus totais: 21
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 10 Posts First Post

Haja dinheiro!!!!

Pá, por mais perigos e condicionantes que possam existir, para mim nada justifica tal quantia. É no mínimo exorbitante...
Offline

Henrique Mouta 
Equipa
Mensagens 1189 Gostos 3
Troféus totais: 31
Trófeus: (Ver todos)
Level 6 Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Poll Starter Level 5 Level 4 Level 3

Sinceramente? Acho RIDICULO! É a crise...
Offline

raugusto 
Elite
Mensagens 3145 Gostos 33
Feedback +13

Troféus totais: 31
Trófeus: (Ver todos)
Level 6 Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2

Esclarecimento à notícia publicada hoje no Correio da Manhã

Em relação à notícia hoje publicada no jornal Correio da Manhã sob o título “20 mil euros para estar no Twitter“ o Conselho Directivo do INPI apresenta os seguintes esclarecimentos:

   1. O Contrato referido na notícia não é obviamente “para estar no twitter” que é, como sabemos, uma ferramenta gratuita;
   2. O contrato (com duas entidades) celebrado visa assegurar uma parceria para a produção de conteúdos sobre propriedade industrial e o valor total do projecto compreende a edição de vários tweets por dia, contendo informações/alertas úteis sobre temas relevantes   durante um ano e a produção de uma newsletter mensal (Foram já editados 1.298 tweets    que podem ser analisados em https://twitter.com/Valor_PI.  Assegura-se por essa via, também, o apoio ao envolvimento da comunidade científica e do tecido empresarial  na produção de informação pública especializada.
   3. Os conteúdos do Twitter valor PI são editados, sob coordenação do INPI :
          * pelo ISCTE, com a participação de economista,  com trabalho desenvolvido no mundo da investigação universitária e da consultoria de política pública (seguindo as questões macro relacionadas com as tendências teóricas, políticas, legais e internacionais sobre propriedade industrial e inovação;
          * pela “5ª potência” empresa com experiência nos serviços e na actividade de jornalismo de inovação (que informa sobre as questões micro no âmbito da inovação, tais como casos e histórias de utilização da Propriedade industrial por empresas e inventores individuais).
   4. O Contrato em causa é uma aquisição de serviços feita de forma transparente e obedecendo às regras da contratação pública.
   5. Pretendeu-se com a criação do Twitter Valor PI dar um sinal de abertura do INPI enquanto agência pública à sociedade e à economia e servir de elo de ligação entre a comunidade de protecção da propriedade industrial, fomentar a partilha activa de informação sobre o tema da PI, da inovação e do desenvolvimento socioeconómico, aumentar a transparência junto dos cidadãos e das empresas, reforçar a comunicação, captar inputs e reacções da audiência. Tudo isto através de actualizações simples e curtas numa plataforma acessível e credível, típica da Web 2.0.
   6. Em síntese o INPI criou o twitter Valor PI como:
          * Fonte de informação rápida e sintética em Propriedade Industrial e inovação com orientação de serviço público;
          * Canal social de comunicação e aproximação das comunidades de língua portuguesa;
          * Instrumento de informação aberta para indivíduos e organizações, especializados ou não nestas áreas.

12 Novembro 2010
Offline

magnatic 
Membro
Mensagens 175 Gostos 0
Feedback +6

Troféus totais: 23
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts

Falta saber se não haveria prata da casa que fizesse o mesmo serviço um pouco mais barato.
Offline

Nuno Freitas 
Membro
Mensagens 1040 Gostos 4
Feedback +3

Troféus totais: 31
Trófeus: (Ver todos)
Level 6 Windows User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3

Isto é assim... Portugal vive "à grande e à francesa"! Alguns passam fome e nem têm casa outros dão 20.000€. É a vida!  :-?
Digamos que isto é ridículo, mas mais ridículo é: ainda pagarmos 1€ e tal por mês na factura da EDP por causa da RTP e a RTP ainda tem publicidade.
Offline

raugusto 
Elite
Mensagens 3145 Gostos 33
Feedback +13

Troféus totais: 31
Trófeus: (Ver todos)
Level 6 Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2

Citar
Falta saber se não haveria prata da casa que fizesse o mesmo serviço um pouco mais barato.
e achas que a prata da casa sabe fazer isto? punham-nos a ler o + trafego e mais uns blogs de marketing, uns ebooks do do joel comm e do darren rowse e dava-lhes 30 min por dia para fazer uns posts no twitter!!!

20000 por ano, para duas empresas, dá 833 por mês a cada uma assumindo uma divisão igual do trabalho. É assim tão ridiculo para os serviços que estão identificados na referida resposta?

Citar
pelo ISCTE, com a participação de economista
quanto vale o tempo do economista?

Por ex, alguem sabe o preço/dia que se pratica no mercado para um FTE de desenvolvimento? e para um gestor de projecto?
Offline

Stromberg 
Membro
Mensagens 621 Gostos 0
Feedback -1

Troféus totais: 23
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 500 Posts 100 Posts

Raugusto, postei a notícia do CM desconhecendo o contraditório . Fica mais ou menos explicado: o que eles estão a "comprar" ao ISCTE são os conteúdos. O resto é como dizes.

só uma pequena nota: conheço empresas de marketing relacional a praticar esses valores para montarem páginas de facebook e de twitter e "dinamizarem" os espaços. só me admira não have mais empresas de PR a entrarem nesta área...
Offline

cjseven 
Administrador
Mensagens 1809 Gostos 26
Feedback +3

Troféus totais: 28
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 1000 Posts

O valor em si pode não ser ridiculo dado que é um serviço contratado.

Mas é ridiculo que uma organização, que supostamente tem recursos humanos suficientes, vá subcontratar este tipo de serviços que não me parecem indispensáveis para o futuro da organização acrescentando o actual estado das contas públicas que requista austeridade aos demais, enquanto o sector público continua a esbanjar.

O esclarecimento dado é muito "bonito" mas é uma treta. O twitter já anda aí há anos e só agora é que se lembraram dele e decidiram investir na ferramenta desta forma? Será que fazer a comuicação do INPI exige a subcontratação do serviço? Mas que raio ganham eles em qualidade? Têm neste momento duzentos e pouco followers e UAU mil e tal tweets - Espectáculo!!!

20k é um valor insignificante mas revela bem a incoerência entre as prioridades apresentadas pelo discurso político e as praticadas pelo sector público.

Mas é bom saber para onde é dirigido o dinheiro recebido em taxas totalmente descabidas como o registo de bases de dados... que não garantem nada e muito menos qualquer nivel de privacidade. Apenas mais uma treta com preço a pagar para alimentar lugares públicos, nomeadamente dirigentes, que pelos vistos não chegam para actualizar um conta do twitter...