← Conversa Geral

A Velha História Do Conteúdo

Lida 2999 vezes

Offline

Jerson 
Elite
Mensagens 2401 Gostos 0
Troféus totais: 28
Trófeus: (Ver todos)
Windows User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2


Acho que já todos estamos fartos de saber que o mais importante em qualquer projecto é de facto o conteúdo. É através dele que nós comunicamos com os nossos leitores é através dele que podemos conferir qualidade ao nosso projecto, mas surpreendentemente ainda são muitos aqueles que parecem ligar muito pouco a este aspecto.

Quando falo de conteúdo, refiro-me aos blogues que praticamente vivem dele. É claro que não estão incluídos nesta análise aqueles projectos quase fictícios onde é colocado um conteúdo básico e que depois ficam a render algum dinheiro. Muito pelo contrário estou a falar daqueles que ambicionam ser um projecto a sério e que os seus autores desejam oferecer aos leitores algo interessante. Mais uma vez divido a minha abordagem ao tema por pontos e realço os que considero importantes:

Ponto 1 - A Qualidade Do Discurso Escrito É Obrigatória

É talvez o aspecto mais importante a ter em conta quando se inicia um projecto. O discurso escrito é inevitavelmente muito importante pois é através dele que transmitimos a nossa mensagem. E quando se tratam de blogues que ambicionam ser mais do que projectos pessoais então a importância do texto aumenta ainda mais.

Vamos por fases, se queremos começar um projecto e não temos conhecimentos ou capacidades intelectuais suficientes para oferecer aos leitores textos interessantes e de qualidade, então vamos ter que repensar a situação, das duas uma:

 a) Arranjamos pessoas que possam escrever para nós;

 b) Criamos um projecto que não assente principalmente no discurso escrito.

Agora estão a aparecer aqueles que escrevem por nós por uma determinada quantia. Mas nunca nos podemos esquecer que se é criado um projecto no qual planeamos escrever e depois vamos pagar a alguém para o fazer, acabamos por trair um dos grandes princípios desse mesmo projecto. Para muitos blogues o seu discurso escrito é a sua mais valia, para alguns bloggers seria impensável pagar a outra pessoa para que ela escrevesse por eles. Isto excluindo obviamente projectos de notícias e uma ou outra excepção.

Ponto 2 - Ser Original Na Abordagem Ao Tema

Já o disse por aqui, sempre que iniciamos um projecto temos uma oportunidade para sermos originais, mesmo que o tema seja o mais utilizado do mundo. O segredo chama-se, abordagem ao tema, ou seja, é verdade que o tema é o mesmo mas a abordagem pode ser completamente diferente conferindo-lhe a capacidade de se distanciar de todos os outros. Este ponto ajuda a valorizar o nosso conteúdo e acaba por responder a pessoas que se interrogam acerca de como fazer quando se dedicam a temas muito utilizados.

Ponto 3 - Paixão Pelo Que Se Faz

Escreve sobre o que gostas e para sempre ficarás satisfeito. Esta é uma das frases que bloggers um pouco por todo o mundo repetem, nós necessitamos de escrever sobre algo de que gostamos, sobre um tema pelo qual somos perfeitamente apaixonados. E como já foi dito, ele até pode ser um dos mais "batidos" mas nesse caso a paixão de quem o aborda é tanta que acaba mais uma vez por o diferenciar dos existentes. Escusado será dizer que quando existe paixão, o conteúdo costuma ser muito bom.

Ponto 4 - As Aparências Iludem

O design é importante, mas nunca é mais do que o conteúdo. Não é por acaso que costumamos dizer que "As aparências iludem" porque um projecto pode ter o visual mais espectacular do mundo, mas isso não significa necessariamente que ele possua conteúdo de qualidade. E os leitores na sua maior parte não são burros, eles percebem quando foram iludidos e quando isso acontece nunca mais voltam ao local. Devemos estar sempre preocupados com o design, mas isso não se deve tornar numa obsessão ao ponto de prejudicarmos a qualidade do conteúdo.

Ponto 5º- Cuidado Com A Publicidade

Este é um dos temas que tenho analisado com mais atenção nos últimos tempos. A publicidade é hoje em dia necessário para sustentar os projectos e não coloco isso em causa, contudo é necessário muito cuidado sobre o que fazemos com ela e mais importante onde a colocamos. Ao longo do tempo fui analisando a publicidade e vi muitos blogues que as colocam no header, no principio dos artigos, no final, no meio dos artigos e dei por mim um um pouco confuso.

Decidi então colocar-me no lugar do leitor e colocar de parte o de analisador que até à data tinha ocupado. Passado pouco tempo as minhas ideias alteraram-se, percebi que a publicidade pode ser irritante, especialmente quando é em excesso e principalmente quando se mistura com o conteúdo. De certa forma senti-me desrespeitado por alguns projectos é quase como se eles quisessem que eu desse mais importância ao bloco publicitário do que ao mais importante, o artigo.

A publicidade pode e deve ser utilizada, mas devemos sempre respeitar os nossos leitores. Nós oferecemos publicidade, não a impomos. Por vezes a vontade de rentabilizar um projecto pode ofuscar o nosso bom senso, eu recomendo sempre nestas alturas que se comportem como os vossos leitores, facilita em muito a tomada de decisão.

Ponto 6º- Vontade De Ganhar Dinheiro

Este ponto já foi referido diversas vezes e já se viu que cada um tem a sua opinião. Eu pessoalmente acho que quando começamos um projecto com o objectivo de fazer dinheiro, estamos à partida a começar muito mal. A rentabilização deve sempre ser encarada como uma consequência natural de um trabalho desenvolvido não lhe deve ser dada uma preocupação exagerada. Afinal quando um projecto é criado é suposto existem outras motivações muito mais importantes, como são as de: criar algo de que gostamos, partilhar conhecimentos, inspirar e ser inspirado.

Não é preciso ser-se um génio para se compreender como o sistema actual funciona, aliás até acho que é demasiado fácil distinguir quais são os projectos que são criados apenas e exclusivamente para "dar uns trocos" daqueles que são verdadeiros projectos que pretendem ser muito mais do que isso. Criar um projecto apenas por criar, porque se julga que o nicho é rentável, com objectivos claros de "sugar" ao máximo as potencialidades desse mesmo nicho é um total desrespeito pelo conceito e filosofia inerentes à Internet, já para não dizer que são projectos que servem para muito pouco.

Ponto 7º- O Último Conselho

O último conselho que deixo é no caso de tu estares a iniciar um projecto online e caso tenhas uma escolha - porque parece que alguns não têm escolha, não sabem que a têm ou então não querem escolher - deves optar por algo de que gostes, deves pensar em oferecer aos teus leitores o melhor blogue possível, com os pés bem assentes na terra nunca deves pensar que és o melhor ou o pior. Trabalha, empenha-te, pede ajuda e tenta contribuir activamente para uma Internet melhor. Eu não te posso garantir que o sucesso, nem dizer que tudo vai correr bem, apenas te asseguro que caso te esforces seriamente, esse esforço será reconhecido e tu farás parte de um grupo de pessoas que torna a Internet cada vez mais rica.

Em última instância, podemos dar as voltas que quisermos, mas um projecto resume-se à qualidade do seu conteúdo e ao trabalho e empenhamento das pessoas envolvidas nele.

Com muito trabalho, empenho e humildade pode-se fazer umas "coisas" bonitas.

Este é o meu último artigo sobre a temática projectos que abordei aqui no meu blog do +T.

Cumprimentos e até à próxima.