← Negócios Online

Passar recibos verdes

Lida 9730 vezes

Offline

DanielPT 
Membro
Mensagens 195 Gostos 30
Troféus totais: 19
Trófeus: (Ver todos)
Windows User Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts

Eu sei que já há alguns tópicos a falar sobre isto, mas há muita informação misturada (sim eu li-os). E penso que o assunto que pretendo ver esclarecido é do interesse comum de outros jovens (e não só) por isso abri este tópico.

Então é o seguinte eu neste momento ainda me encontro a estudar, mas esporadicamente faço uns serviços a nível de programação para algumas empresas. Também trato dos alojamentos e dos registos de domínios dessas empresas. No entanto já me pediram facturas ou recibos verdes. Mas como ainda não estou colectado nem estou dentro do assunto não sei que via seguir.

Penso que o melhor são os recibos verdes. Visto que são trabalhos esporádicos. Quais são os passos necessários para passar recibos verdes dos meus serviços? Quais são as minhas obrigações a nível de segurança social, irs, etc?


Cumprimentos.
Offline

batmitra 
Membro
Mensagens 160 Gostos 0
Troféus totais: 22
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts 10 Posts

Bom dia,

A meu ver, e por experiência própria, os recibos verdes são algo fácil de obter mas, a nível fiscal são uma dor de cabeça.

Não estou actualizado em relação ao que vou dizer a seguir, portanto quem estiver que me corriga, mas, "no meu tempo", aqui há uns 5 anos era assim:

1º - Para se colectar basta ir às finanças e dizer quese quer abrir actividade, mas entretanto já temos de ter registo na segurança social e termos, obviamente um número de contribuinte.

2º No primeiro ano de actividade não se desconta para a segurança social.

3º Para quem trabalha por conta de outrém os descontos para a segurança social são feitos pela entidade patronal não sendo portanto necessário efectuar mais descontos.

4º Em relação ao IRS, podes fazer retenção na fonte, ou seja no que recebes já fica descontado o dinheiro para as finanças, ou podes optar por receber tudo e no fim do ano acertar as contas (tem vantagens e desvantagens)

5º Podes obter isenção do IVA caso o teu volume de facturação anual não exceda os 10000€. No momento em que se atingir ou utrapassar esse valor não voltas a ter isenção de IVA portanto atenção a isso. Já agora, se tens isenção tb não podes passar recibos a cobrar o IVA (às vezes vejo alguns chico espertos a fazer isto, depois dão-se mal)

6º Hoje em dia existem os recibos verdes electronicos o que facilita em muito as contas finais com as finanças.
Offline

Tiago Martins 
Membro
Mensagens 932 Gostos 9
Feedback +4

Troféus totais: 29
Trófeus: (Ver todos)
Apple User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2

Terás que ir às Finanças abrir actividade e à Segurança Social preencher uns papeis.

Se facturares menos que 10.000 (se não estou em erro), não pagas IVA.

No primeiro ano estás isento de pagar Segurança Social, apenas tens que apresentar IRS (preenchido na segunda fase - trabalhadores independentes).

Após passar o primeiro ano começas a pagar Segurança Social conforme o teu escalão (calculado com base nos rendimentos mensais), penso que se no primeiro ano facturares muito pouco, poderás tentar pedir mais 1 ano de isenção de Segurança Social (não sei valores ao certo).
Offline

Jóni Oliveira 
Administrador
Mensagens 3427 Gostos 391
Feedback +28

Troféus totais: 35
Trófeus: (Ver todos)
Tenth year Anniversary Nineth year Anniversary Mobile User Apple User Level 6 Windows User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes

Acrescento só umas coisas ao que o batmitra disse:
Bom dia,

A meu ver, e por experiência própria, os recibos verdes são algo fácil de obter mas, a nível fiscal são uma dor de cabeça.

Não estou actualizado em relação ao que vou dizer a seguir, portanto quem estiver que me corriga, mas, "no meu tempo", aqui há uns 5 anos era assim:

1º - Para se colectar basta ir às finanças e dizer quese quer abrir actividade, mas entretanto já temos de ter registo na segurança social e termos, obviamente um número de contribuinte.  Agora basta ir ao site das finanças e preencher um formulário, é na hora.

2º No primeiro ano de actividade não se desconta para a segurança social.

3º Para quem trabalha por conta de outrém os descontos para a segurança social são feitos pela entidade patronal não sendo portanto necessário efectuar mais descontos. Se o valor for da segurança social for igual ou superior a X valor (aqui não sei qual é o valor)

4º Em relação ao IRS, podes fazer retenção na fonte, ou seja no que recebes já fica descontado o dinheiro para as finanças, ou podes optar por receber tudo e no fim do ano acertar as contas (tem vantagens e desvantagens)

5º Podes obter isenção do IVA caso o teu volume de facturação anual não exceda os 10000€. No momento em que se atingir ou utrapassar esse valor não voltas a ter isenção de IVA portanto atenção a isso. Já agora, se tens isenção tb não podes passar recibos a cobrar o IVA (às vezes vejo alguns chico espertos a fazer isto, depois dão-se mal) O ideal é no acto da incrição, colocares o que estás á espera de receber tipo 5000€ naquele ano, se colocares 10000€ ficas logo sem a isenção de IVA. Depois não importa se facturaes mais de 5mil o restante é como o batmitra disse.

6º Hoje em dia existem os recibos verdes electronicos o que facilita em muito as contas finais com as finanças.


Quanto ao que vais pagar de segurança social, caso não tenhas outro emprego vai depender do teu rendimento anual. Salvo erro pagas a partir de 160€ mês.
Contabilidade, se entrares no regime simplificado podes fazer a tua contabilidade, não é nenhum bicho de 7 cabeças, bastante fácil.
No caso de deixares de ficar isento de IVA (corrijam-me se estiver errado) passas a contabilidade organizada, aqui já precisas de um contabilista (TOC - tecnico oficial de contas), pelo que sei um contabilista destes cobra uma média ou a partir de 150€ mês dependendo da quantidade de encargos que lhe deres..
Offline

NovaPagina 
Membro
Mensagens 57 Gostos 0
Feedback +2

Troféus totais: 20
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 50 Posts 10 Posts First Post

Acrescento só umas coisas ao que o batmitra disse:
Quanto ao que vais pagar de segurança social, caso não tenhas outro emprego vai depender do teu rendimento anual. Salvo erro pagas a partir de 160€ mês.
Contabilidade, se entrares no regime simplificado podes fazer a tua contabilidade, não é nenhum bicho de 7 cabeças, bastante fácil.
No caso de deixares de ficar isento de IVA (corrijam-me se estiver errado) passas a contabilidade organizada, aqui já precisas de um contabilista (TOC - tecnico oficial de contas), pelo que sei um contabilista destes cobra uma média ou a partir de 150€ mês dependendo da quantidade de encargos que lhe deres..

Encontra-se tudo correcto, só uns pequenos acertos de valores... o escalão mais baixo de segurança social para esses casos começa nos ~ 124€ e dependendo do local onde te encontras também deves conseguir encontrar contabilistas mais baratos na casa dos 120 €.

Julgo também que se for a 1ª vez que abres actividade, tens isenção do pagamento da segurança social ( TSU ) durante o 1º ano, no entanto com as alterações ao código de trabalho isto pode ter sido alterado ( o ano passado ainda era assim de certeza )...

Edit: não tinha visto que o batmitra já tinha referido este último ponto.... my bad
Offline

DanielPT 
Membro
Mensagens 195 Gostos 30
Troféus totais: 19
Trófeus: (Ver todos)
Windows User Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts

Pois essa parte de termos que pagar à segurança social todos os meses caso ganhes ou não penso que não é bem assim. Pelo que me informei funciona assim:

Citar
Tenho que fazer descontos para a Segurança Social?

Os trabalhadores independentes que exerçam pela primeira vez actividade por conta própria estão isentos de descontos para a Segurança Social no primeiro ano. Se entretanto encerrarem actividade, os meses de isenção que sobrarem são eliminados.

No fim deste período de isenção existem duas opções: se o trabalhador, para além da actividade a recibos verdes, tiver outra actividade por conta de outrem e a contrato, a entidade empregadora faz os descontos e não é necessário o trabalhador fazê-los.

Se a actividade profissional for somente a dos recibos verdes então os descontos têm que ser feitos pelo trabalhador segundo os escalões de remunerações. Caso os rendimentos anuais brutos forem iguais ou inferiores a 6 vezes o Indexante dos Apoios Sociais (419,22€) - ou seja, 2515,32€ anuais - o trabalhador está isento de descontar.

Portanto eu prevejo que os meus rendimentos anuais brutos não ultrapassam os 2500 euros. Logo ficarei sempre isento da SS, certo?
Offline

duartini 
Membro
Mensagens 397 Gostos 0
Feedback +8

Troféus totais: 22
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts

Se for como empresário em nome individual em regime simplificado com isenção de IVA e que não passe recibos verdes existe, apenas faturas normais existe algum valor a pagar mensalmente à segurança social?
Offline

Jóni Oliveira 
Administrador
Mensagens 3427 Gostos 391
Feedback +28

Troféus totais: 35
Trófeus: (Ver todos)
Tenth year Anniversary Nineth year Anniversary Mobile User Apple User Level 6 Windows User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes

Se for como empresário em nome individual em regime simplificado com isenção de IVA e que não passe recibos verdes existe, apenas faturas normais existe algum valor a pagar mensalmente à segurança social?

É igual
Offline

AnaMartelo 
Administrador
Mensagens 2071 Gostos 25
Feedback +28

Troféus totais: 29
Trófeus: (Ver todos)
Apple User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2

Ainda ontem tive esta discussão com um colega de profissão..

Quer dizer, se tivermos apenas 4 ou 5 trabalhos pontuais de 500€ cada um (é o normal na área da fotografia).. faz um total máximo de 2500€ anuais.. não se paga nada ? Faz-se apenas o IRS na categoria correcta, mas nem se paga o IVA nem a SS ?
Offline

Jóni Oliveira 
Administrador
Mensagens 3427 Gostos 391
Feedback +28

Troféus totais: 35
Trófeus: (Ver todos)
Tenth year Anniversary Nineth year Anniversary Mobile User Apple User Level 6 Windows User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes

Se declaras menos de 6x um ordenado minimo (ou algo identico) tens direito a pedir isenção de segurança social, salvo erro é mais um ano. Mas nunca ninguém me confirmou isto.
Nem sei se podes pedir isenção logo no segundo ano.. o melhor é perguntares na segurança social.
Offline

AnaMartelo 
Administrador
Mensagens 2071 Gostos 25
Feedback +28

Troféus totais: 29
Trófeus: (Ver todos)
Apple User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2

Pois, essa era a discussão ontem! :P

Obrigado na mesma!
Offline

asturmas 
Administrador
Mensagens 19734 Gostos 49
Feedback +2

Troféus totais: 39
Trófeus: (Ver todos)
Mobile User Windows User Super Combination Combination Topic Starter 100 Poll Votes 50 Poll Votes 10 Poll Votes Poll Voter Poll Starter

E rezar para que te deiam a informação correcta também é boa ideia.
Nestes casos de assuntos tão sensíveis é melhor um bom toc já que muitos funcionários das finanças p/ss as vezes dizem asneira..
Offline

DanielPT 
Membro
Mensagens 195 Gostos 30
Troféus totais: 19
Trófeus: (Ver todos)
Windows User Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts

Terei que me informar então na segurança social. Porque de facto não tem lógica eu pagar SS (e ainda por cima não é pouco) todos os meses só para fazer pequenos trabalhos de vez em quando.

Após acabar a minha licenciatura devo trabalhar por conta de outrem e aí acabam-se os problemas com a SS. Até lá mesmo que facture mais que 2500 euros terei que declarar (ou só passar RV até) 2500 euros para não pagar SS. Porque reparem... Imaginem que eu facturo 3000 euros por ano. Dá uma média de 250 euros por mês. Se eu pagar a SS que é +/- 120 euros só fica com 130 euros de lucro por mês. Como é que se vive com 130 euros por mês???

Isto uma pessoa quer-se legalizar e só complicam, mas enfim. Eu quando me informar colocarei aqui também a informação.
Offline

swing 
Membro
Mensagens 3126 Gostos 41
Feedback +13

Troféus totais: 32
Trófeus: (Ver todos)
Avatar Level 6 Linux User Mobile User Windows User Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 5

Isso esta escrito mas penso que este ano já não se aplica, era o escalão zero.
Penso que toda a gente tem de pagar os 124€ no minimo nem que ganha 10 eur por mês..
Foi o que me disseram na seg social a uns meses.


Se declaras menos de 6x um ordenado minimo (ou algo identico) tens direito a pedir isenção de segurança social, salvo erro é mais um ano. Mas nunca ninguém me confirmou isto.
Nem sei se podes pedir isenção logo no segundo ano.. o melhor é perguntares na segurança social.
Offline

DanielPT 
Membro
Mensagens 195 Gostos 30
Troféus totais: 19
Trófeus: (Ver todos)
Windows User Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts

O escalão zero não eram 60 euros por mês?  :-k Esse escalão sim deixou de existir. A isenção da SS pelo que percebi simplesmente não entras para nenhum escalão. Não reúnes um rendimento suficiente para descontares. Mas eu vou-me informar mesmo na SS.