← Monetização

A culpa é toda vossa!!! (nossa) - Querem continuar a ser mal pagos? leiam

Lida 6626 vezes

Offline

cjseven 
Administrador
Mensagens 1809 Gostos 26
Feedback +3

Troféus totais: 28
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 1000 Posts

A grande questão aqui é que no web marketing em portugal está a tornar-se hábito a fatia mais pequena ser para o afiliado, e apenas está na nossa mão mudar isso, porque de certeza que se suspenderem campanhas quando há atrasos de meses ou nem sequer divulgarem as mesmas as comissões aumentam e muito.

Fora de Portugal, as comissões estão todas a subir e há bem mais concorrência do que aqui.

Eu pessoalmente deixei-me de sustentar este modelo de negócio, onde a peça fundamental é pagar mal ao afiliado, contam-se pelos dedos das mãos as campanhas que promovo de momento.

Se alguem tem que reduzir a margem é o midle men e não cortarem nas comissões pagas.

Será um equilibrio a longo prazo. O affilate marketing ainda é muito novo em Portugal. Até o PPC põe muitas empresas de pé atrás.

Quando as empresas virem e assimilarem os benefícios da pub online e dos sistemas de afiliados, em que os montantes gastos são um investimento com retorno (se bem geridos), irão aumentar os seus orçamentos e começar a competir pelos melhores afiliados.

Neste momento, está ao contrário. Temos muitos afiliados atrás dos pouquissimos promotores.

Grande parte das empresas ainda estão em modo offline (pub revistas, jornais, páginas amarelas) e olham para o marketing e publicidade como um custo e não um investimento.

Quando se der o clique, vamos ficar todos ricos! :D

Por outro lado, a situação actual tb é um oportunidade: Se apresentarmos dados a qualquer empresa que um investimento de 1000 lhes trás 4000 ou 5000, temos cliente. ;)

As pessoas não mudam de seguro como quem muda de camisa se lhes deres assistência e resolveres os problemas, porque o seguro só é bom quando te resolve os problemas... o cliente normal não se importa de pagar mais, quando sabe que lhes resolves as coisas.

Imagina que trabalhas numa agência de seguros ou mesmo numa companhia low cost e quando precisares de resolver alguma coisa, não te resolvem nada, vais ver se mudas ou não mudas, mudas até várias vezes por ano se for preciso... desde que o seguro passou a ser obrigatório ser pago no dia em que o fazes que as pessoas já não mudam tanto, mas antes disso, passavam 6 meses a pedir certificados de 30 dias e quando chegava para pagar iam fazer outro noutra companhia, ainda bem que isso acabou pq havia pessoas que passavam um ano inteiro a mudar sem pagar nada.

Em relação aos bancos já é outra história, é muito dificil um cliente deixar um banco, para ir para outro, a não ser que existam problemas graves, porque em termos de créditos, se és bom cliente o banco acompanha todas as tuas propostas de crédito que vás pedir á concorrência, é tudo mt expremido...ao contrário das seguradoras que muitas vezes tem prejuizos especilamente no ramo automóvel a banca está sempre em alta, ano após ano os lucros sobem..


Não ponho em causa esse raciocinio e/ou o trabalho do mediador de seguros.

Mas tb não estou tão certo do valor absoluto do mesmo pois já sofri na pele o papel miseravel de um mediador de quem era cliente (e a minha familia toda) há mais de 10 anos (incluindo automovel e habitação). vê lá bem o valor que tinhamos como clientes. Contudo perdeu-nos.

Sem dúvida que as low cost têm o seu "preço" à posteriori mas o mediador habitual não garante que a situação seja melhor, principalmente para o cliente habitual (1 ou 2 apólices).

Eu cheguei a pagar 360 euros de seguro até que o meu avô teve um acidente sem culpa mas o mediador assumiu-a sem discutir a situação com o cliente (o meu avô). E não, não tinha culpa!

Resultado: viva o Belmiro, 150 euritos e ainda desconto no cartão. Poderei ter dissabores no futuro? Quem sabe. Conduzo há mais de 10 anos, nunca tive um acidente por minha culpa.

Para o Belmiro sou um cliente com um valor de pelo menos 1500 euros. Se lhe arranjar mais clientes como eu, ele de certeza que me paga 15 ou 30 euros.

O problema está em arranjá-los por 15 ou 30 euros. Como disseste, e muito bem, para conseguir um cliente são precisos muitos cliques. E isso é o corolário para confirmar que um cliente efectivo tem um valor muito mais elevado do que 3 ou 5 euros.
Offline

mestreamateur 
Membro
Mensagens 671 Gostos 0
Feedback +1

Troféus totais: 31
Trófeus: (Ver todos)
Level 6 Avatar Tenth year Anniversary Nineth year Anniversary Windows User Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Poll Starter

Sinceramente acho é que os portugueses não estão habituados a sistemas de afiliados só conhecem os que trabalham em Portugal.

Porque lá fora não funciona nada assim, só para dar um exemplo, quase todos os afiliados tÊm malta a trabalhar nos Chats Online 24/7 para ajudar no que for preciso.


Quando aqui por exemplo na zanox falei com uma directora qualquer que não percebia nada do assunto, depois pedi para falar com alguém que soubesse o que eram link codes mandou-me para um espanhol que não sabe escrever em inglês. Ah e isto tudo por mail, msn, ICQ, Skype, etc, zerinho...


Já promovi vários afiliados e recebi cheques em casa dos US de sitios que nem sabia que tinha conseguido vender e mandaram-me tudo certinho sem problema nenhum.
Offline

raugusto 
Elite
Mensagens 3145 Gostos 33
Feedback +13

Troféus totais: 31
Trófeus: (Ver todos)
Level 6 Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2

ja pararam para pensar na qualidade dos sites das pessoas que promovem diversos programas?
Não terão as empresas de afiliados e os anunciantes também queixas?
Como pensam que uma empresa cujo banner que aparece num site de merda reage em relação ao impacto negativo da marca?
Offline

mestreamateur 
Membro
Mensagens 671 Gostos 0
Feedback +1

Troféus totais: 31
Trófeus: (Ver todos)
Level 6 Avatar Tenth year Anniversary Nineth year Anniversary Windows User Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Poll Starter

ja pararam para pensar na qualidade dos sites das pessoas que promovem diversos programas?
Não terão as empresas de afiliados e os anunciantes também queixas?
Como pensam que uma empresa cujo banner que aparece num site de merda reage em relação ao impacto negativo da marca?


Normalmente não é preciso aprovação dos afiliados, no entanto há alguns que querem ver o site primeiro antes de permitir que o site os promova.


Esqueci-me de uma coisa que é importante e que acho que as muitos não têm essa noção.

O Trafego que um site consegue gerar vale dinheiro, se forem a ver, uma campanha de Adwords com cliques a 0,05 em cada 1000 são 50€, ou seja se um site tem 1000 visitas diárias pode tentar gerar esse lucro sem Adwords, por exemplo com a venda de banners ou os programas de afiliados.

Na venda de banners o cliente paga e recebe pelos cliques ou pelo tempo do banner no site.

Nos programas de afiliados a coisa funciona de maneira diferente porque os racios variam e andam na ordem dos 2000:1 (aqui estou a dar um valor mais ou menos, até pode um clique converter logo).


Esqueçam também essa história de pagar por registos como alguns afiliados têm isso não é nada.


O funcionamento é simples e básico, eu tenho um site coloco um link ou um banner para os afiliados e sempre que um visitante clicar no afiliado através de mim e comprar eu recebo uma % ou recebo logo à cabeça.
A minha preocupação é sempre ter visitas e mais visitas, de modo a aumentar a probabilidade de converterem, muito simples e não fogem muito disto.


Há quem pague 35$ à cabeça quando o registo no afiliado do visitante é de 30$ por mÊs, como é que é possível, simples, funciona como o club jamba e afins, metes o cartão de crédito e depois enquanto não cancelares debitam-te todos os meses, garantindo assim que a maior parte dos clientes que se registam nos programas de afiliados paguem mais do que um mÊs.
Offline

apaulo 
Membro
Mensagens 345 Gostos 1
Troféus totais: 21
Trófeus: (Ver todos)
Super Combination Combination Topic Starter Poll Voter Level 4 Level 3 Level 2 Level 1 100 Posts 50 Posts

Há quem pague 35$ à cabeça quando o registo no afiliado do visitante é de 30$ por mÊs,

Eu não nunca vi esse tipo de pagamentos a não ser em alguns programas de afiliados de sites para adultos.  :-k

Ora, na esmagadora maioria dos casos não podemos (ou não devemos) estar a meter publicidade a sites XXX. Já viste o que seria por pub a algo como "Gang banged in a bus" num site de emprego, de turismo, ou qualquer outro negócio não porno?


Sobre o que levou o BonsEmpregos a iniciar este tópico, nunca publicito sites de pagamento por venda onde a venda seja provavelmente feita fora da internet! Pois o bom senso diz-me que o cliente faz a simulação de um seguro ou de um crédito online com o meu link, imprime-a e depois vai à seguradora, ao banco ou à agencia de crédito tratar do assunto... e eu fico a ver navios.

Já se pagarem bem pelo simples registo, faço-o sem problemas. Controlo-a como controlo a receita AdSense... periodicamente, converto os ganhos em valores CPC e CPM e, enquanto forem interessantes, continuo a promover.


Em suma, o BonsEmpregos faz bem em nos alertar... Eu já estou a ganhar a fama do "taradinho pelos números" neste fórum, mas aqui vai mais uma:

  • convertam as receitas de cada campanha CPS e CPA em valores CPC e CPM (assim ficam a trabalhar todos os valores nas mesmas unidades) e tirem as vossas conclusões
Offline

Jerson 
Elite
Mensagens 2401 Gostos 0
Troféus totais: 28
Trófeus: (Ver todos)
Windows User Super Combination Combination Topic Starter 10 Poll Votes Poll Voter Level 5 Level 4 Level 3 Level 2

ja pararam para pensar na qualidade dos sites das pessoas que promovem diversos programas?
Não terão as empresas de afiliados e os anunciantes também queixas?
Como pensam que uma empresa cujo banner que aparece num site de merda reage em relação ao impacto negativo da marca?

True.